O Poder de um Abraço



O Poder de um Abraço

Provavelmente já experimentaste muitas vezes quando eras uma criança e te magoavas ou esfolavas um joelho, um abraço confortante da tua mãe ou do teu pai, instantaneamente tornou as coisas melhores. Ou quando confrontado com um trauma emocional, como por exemplo o fim de uma relação, um abraço de um amigo ajuda bastante. Qual é uma das primeiras coisas que costumamos fazer quando alguém perto de nós está a sofrer? Nós oferecemos um abraço. É instintivo e cura. Um abraço pode fazer-nos sentir muito melhor e contribuir para o nosso bem-estar.
Mesmo quando não há ninguém por perto para nos abraçar ou para abraçarmos, podemos obter algum conforto abraçando uma almofada, um animal de estimação, um peluche ou mesmo uma árvore. Quantas vezes já viste uma criança a abraçar um urso de peluche ou a sua boneca favorita? Isso dá-lhes uma sensação de segurança e fá-los sentir melhor. Embora a maioria dos adultos não admita isso, eles também provavelmente tem um objeto favorito para recorrer ou um animal de estimação, quando não há parceiro abraço humano nas proximidades. Os Abraços são terapêuticos!
Precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver. Precisamos de oito abraços por dia para nos manter. Precisamos de doze abraços por dia para crescer. “Se esses números exatos foram cientificamente comprovados não sei mas há uma grande quantidade de evidências científicas em relação à importância dos abraços e do contato físico.

Investigadores da Universidade da Carolina do Norte descobriram que mesmo um breve abraço – tão pouco quanto 20 segundos – dado pelo parceiro, pode ajudar a reduzir os níveis de cortisol que contribuem para o stress. Além de diminuir os níveis de stress, os abraços também influenciam a redução da pressão arterial. Aparentemente, um abraço faz o seu coração bom de muitas maneiras!
Diz-se que a caridade começa em casa, assim como o hábito do abraço! Comece na sua própria casa. Jura a ti próprio que irás abraçar os teus familiares ou amigos com mais frequência. Na próxima vez que estiveres numa festa ou reunião, oferece um abraço às pessoas quando fores cumprimentá-las ou despedir-te. É um óptimo hábito para se desenvolver. Quem sabe se podes acabar por começar a organizar festas do abraço. Aproveita todas as oportunidades para abraçar as pessoas, quando for apropriado. E não te esqueças dos teus animais de estimação. Eles também adoram abraços!
Os Abraços são poderosos e quem sabe, talvez abraçando mais podemos de uma forma incrível curar o mundo! Já tiveste um tipo de dia muito ocupado que talvez te deixa a sentir um pouco desconectado? O mais simples toque humano pode trazer alegria e contentamento. Um abraço é um passo na direção de um nível superior de relacionamento e muitos de nós não damos a nossa quota diária de abraços.


10 RAZÕES PARA DAR MAIS ABRAÇOS

Quanto mais abraços uma pessoa recebe todos os dias, melhor. Não há um número estipulado, tal como um medicamento. O ato de abraçar é uma terapia integral. E das poucas que têm contraindicações.
1.      Abraçando o induz a oxitocina no organismo.
A oxitocina é uma hormona poderosa, que não só fortalece os laços com os nossos entes queridos mas também tem a capacidade de estimular a solidariedade entre estranhos.
2.      Abraçar constrói laços mais fortes com as pessoas que tu vês todos os dias.
Abraçar nutre as relações humanas, cultiva e aumenta a confiança e francamente faz-nos pessoas mais felizes.
3.      Abraçar reduz o stress.
Um bom abraço literalmente diminui os níveis de cortisol encontrado no corpo. Estamos a falar de um tratamento anti-ansiedade livre de drogas.
4.      Abraçar reduz a pressão arterial.
Colecionar abraços é excelente para o seu coração, em mais do que uma maneira!
5.      Abraçar é uma boa ação recíproca.
Nunca se sabe o que está a acontecer na vida de outra pessoa. Quando um bom e sincero abraço sincero é dado, ele tem o potencial de alterar completamente o seu dia. Como é simples esta acção? Apenas envolve os teus braços à minha volta e abraça-me!
6.      Abraçar faz-nos sentir incríveis!
O poder do toque humano é profundo e os nossos corpos estão cheios de nervos prontos para estimulação. A maior parte de nós provavelmente tem o desejo de toque humano durante o dia e simplesmente não tem consciência disso. Para quê gastar tanto dinheiro com uma massagem? Um bom e longo aperto tem a capacidade de, não só levantar o espírito, mas também sentir algo maravilhoso para o corpo.
7.      Abraçar pode virar um mau humor de cabeça para baixo.
Se te sentes mal humorado e anti social, apenas tenta rolar para um caloroso abraço. Eu garanto que vais sair dele sentindo-te um pouco, se não bastante melhor.
8.      Abraçar reconecta a mente com o corpo.
Pouco de nós tenta o nosso melhor para viver conscientemente. Quando o caos constrói no nosso dia-a-dia, no local de trabalho, atrás do volante, em frente ao computador, um bom abraço pode nos reconectar à ideia duma existência consciente. Um bom abraço tem o poder de nos levar para uma melhor postura, uma respiração mais profunda e um estado mais relaxado de ser.
9.      Abraçar mais faz-nos melhores “abraçadores”!
Isto parece ridículo mas eu estou a falar a sério. Tu és culpado de não te comprometeres, com a atitude: “Eu não tenho tempo para abrandar” abraço de um braço só? Se assim for, não esperes colher o maior número destes benefícios. Aqueles que tiram um momento são aqueles que realmente beneficiam do poder dos abraços.
10.  Abraçar cultiva a paciência.
As conexões são promovidas quando as pessoas usam o seu tempo para apreciar e reconhecer o outro. Um abraço é uma das maneiras mais fáceis de mostrar apreciação e reconhecimento a outra pessoa.
O mundo é um lugar, ocupado pela azáfama e pelo movimento, e estamos constantemente a correr para a próxima tarefa. Se abrandarmos e tiramos um momento para oferecer abraços sinceros ao longo do dia, estamos beneficiando nós mesmos, estamos a ajudar os outros e a cultivar melhor a paciência dentro de nós. Se não estiveres consciente da tua própria quota pessoal de abraços, começa a recolher abraços já. Não há tempo como o presente e essa resolução vai deixar-te mais feliz e saudável. Afinal, como diz a terapeuta familiar Virgínia Satir,
  • Precisamos de 4 abraços por dia para sobreviver.
  • Precisamos de 8 abraços por dia para manter.
  • Precisamos de 12 abraços por dia para crescer.
Tipos de Abraços

Um abraço é algo extraordinário, magnifico, espantoso, caloroso, contentor, protetor, aconchegante, excitante, relaxante, apaziguador...é algo que nos dá as boas vindas quando voltamos para casa, algo que torna mais fácil a partida.
Um abraço é uma forma de dividir as alegrias e tristezas,
ou só uma forma para dizer que se gosta porque, simplesmente, você é você. E você é especial pra quem o abraça...
Abraços significam amor para alguém com quem realmente nos importamos.
Um abraço é a forma perfeita de mostrar o amor que sentimos, mas as palavras não podem dizer, as palavras nem sempre conseguem transmitir o que sentimos, o abraço é a tradução desse sentir...
É engraçado como um simples abraço nos faz sentir bem em qualquer lugar
Abraços não precisam de equipamentos, pilhas ou baterias especiais.
É só abrir os braços e os corações...
Qual é o preço de uma abraço? Quanto doi dar um abraço?

OCITOCINA: O Hormônio do Amor

A duração média de um abraço entre duas pessoas é de 3 segundos. Entretanto, os pesquisadores descobriram algo fantástico. Quando um abraço dura 20 segundos, há um efeito terapêutico sobre o corpo e a mente. A razão é que um abraço sincero produz um hormônio chamado ocitocina, também conhecido como o hormônio do amor.

Esta substância tem muitos benefícios na nossa saúde física e mental. Ajuda-nos, entre outras coisas, a relaxar, produz o sentimento de segurança e ainda acalma nossos medos e ansiedades. Este maravilhoso calmante é oferecido de forma gratuita cada vez que temos uma pessoa em nossos braços, uma criança, nossos bichos de estimação, quando estamos dançando com o nosso parceiro ou quando fazemos o papel de ombro amigo nas horas mais difíceis.

As mulheres levam vantagem nessa química. Os hormônios femininos combinados com a ocitocina tornam o hormônio do abraço ainda mais poderoso. De qualquer modo, todos se beneficiam. Com mais ocitocina circulando no sangue, durante uma situação estressante, menos cortisol e adrenalina são jogados no sangue, tornando qualquer situação mais fácil.

E o melhor de tudo: Nada indica que a produção de ocitocina vá diminuindo com o passar do tempo. Na juventude ou na velhice, ela está sempre pronta a entrar em ação. Basta ter um bom motivo.

Cada abraço é uma pequena vitória contra o estresse. Na luta diária, outros hormônios que nos deixam em estado de alerta perdem a vez.

NOTA 1: O hormônio do abraço
É no hipotálamo, na região central do cérebro, que a ocitocina é produzida. Até pouco tempo atrás, os cientistas sabiam só que esse hormônio tinha papel fundamental nas contrações do parto e na amamentação. Mas as pesquisas avançam rápido, e novos enigmas vão sendo desvendados. Por exemplo: animais mais ricos dessa substância tendem a ser mais fiéis em suas relações.

NOTA 2: Ocitocina provoca a redução dos batimentos cardíacos e diminui a pressão arterial.
Um dos grandes estímulos para a liberação de ocitocina é o contato físico. O abraço nada mais é do que contato físico, uma manifestação de carinho, de acolhimento. Isso não vale só entre mães e filhos. Todo e qualquer afeto tem o mesmo efeito. Pode ser entre amigos, parentes, namorados e até com o bichinho de estimação. Amar faz bem ao coração de todo mundo.


Ja recebeu um abraço hoje
Não Então receba este abraço...sentiu...
Guarde este abraço apertado!

Um dia super abençoado e repleto de boas notícias.

Fonte: serunico.wordpress.com
microfisioterapiaabc.com.br
pescador-de-sonhos.blogspot.com.br
Gaspar Moura dos santos